Inep 80 Anos 21 de Junho de 2018

Inep realiza Seminário Internacional de Estatísticas Educacionais e Avaliação de Educação Básica

A avaliação, a produção e a divulgação de estatísticas da educação básica brasileira serão debatidas em mais um Seminário Internacional do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em celebração aos seus 80 anos de fundação e 20 anos de atuação como autarquia federal. Nos dias 28 e 29 de junho, pesquisadores do Brasil do exterior estarão reunidos no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília (DF), para debater os temas. A realização é do Inep em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

O principal intuito do Seminário Internacional de Estatísticas Educacionais e Avaliação de Educação Básica é proporcionar a reflexão analítica sobre os dados educacionais produzidos pelo Instituto; a discussão sobre os trabalhos em curso, seus ganhos e potencialidades; e a promoção de ajustes para a garantia da melhoria das estatísticas e da avaliação da Educação Básica no País.

O Seminário tem por objetivo debater com agências como a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações Unidas (Unesco Brasil), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e com países como México e Portugal, os desafios para executar tarefas muitas vezes semelhantes. “Conhecer as formas de enfrentamento dessas questões é objetivo central desse seminário. Queremos compartilhar nossa experiência e aprender com quem pode nos ensinar a fazer melhor o que já fazemos bem”, acredita Carlos Eduardo Moreno Sampaio, diretor de Estatísticas Educacionais do Inep.

Entre os temas estão: as possibilidades e limites para produção de estatísticas e de fatores associados à qualidade educacional; o Sistema de Avaliação da Educação Básica: aprimoramentos para a Edição de 2019; a composição de indicadores internacionais comparados a partir de diferentes fontes de informação; e a divulgação de microdados públicos e a preservação do sigilo estatístico.

O trabalho desenvolvido pelo Inep é reconhecido internacionalmente como um exemplo de “boas práticas” na área de avaliação em larga escala e de produção de estatísticas educacionais. Para evoluir, entretanto, segundo Carlos Moreno, é necessário estar permanentemente refletindo sobre essas práticas. “O Inep precisa enfrentar desafios comuns de uma agência como a nossa, que atua em um país com o tamanho, a diversidade e a desigualdade do Brasil”. Ainda segundo o diretor, esse trabalho precisa observar padrões técnicos robustos e que devem ser aplicados em todas as etapas do processo de produção de informações. “Essa é a realidade! Esse é o nosso desafio”, defende.

Para a diretora de Avaliação da Educação Básica do Inep, Luana Bergmann Soares, o Seminário marca um momento importante de maturidade dos trabalhos do Inep e proporcionará reflexões fundamentais para todos os níveis de governo que se propõem a elaborar políticas públicas baseadas em evidências. “Especialmente sobre a avaliação da Educação Básica, teremos a oportunidade de apresentar publicamente os aprimoramentos que estamos preparando para a próxima edição do SAEB, prevista para 2019”, adianta.

O Seminário Internacional é destinado às equipes técnicas do Inep e do Ministério da Educação (MEC); representantes do Conselho Nacional de Educação Básica, das Secretarias Estaduais e Municipais de Educação, do Conselho de Secretários Estaduais e da União Nacionais dos Dirigentes Municipais de Educação. Entre os convidados destacam-se docentes, pesquisadores, dirigentes, formadores de opinião, representantes das diferentes instâncias de articulação de políticas públicas.

Transmissão on-line – O Seminário terá toda sua programação transmitida pela Internet.  Os interessados terão acesso às conferências e às mesas redondas, e poderão interagir com os debatedores e apresentadores por meio do envio de perguntas e comentários.

Clique aqui para acompanhar a transmissão do evento.